Menu fechado

Quais os princípios dos medicamentos fitoterápicos?3 min read

Um medicamento fitoterápico é obtido a partir de partes de plantas medicinais, como a flor, o fruto, o caule e folhas, assim como o óleo extraído dessas partes. Esse tipo de medicação possui um grande diferencial aos medicamentos comuns: o princípio ativo.

Princípios dos medicamentos fitoterápicos

Acompanhe esse artigo que você saberá mais sobre quais os princípios dos medicamentos fitoterápicos.

Existem diversas culturas que utilizam medicamentos fitoterápicos para tratamentos de sintomas e de doenças. Esses medicamentos são produzidos a partir de plantas medicinais há milhares de anos por terem seus benefícios reconhecidos. Como os processos de fabricação são mais simples que os remédios comuns, o preço costuma ser mais acessível.

Quanto os princípios dos medicamentos fitoterápicos, podemos fazer uma comparação simples com os medicamentos sintéticos comuns, comercializados por grandes redes de farmácias: o remédio sintético tem um nome especificado de acordo com o laboratório em que é fabricado, mas esse remédio tem uma substância em especial que se sobressai na composição, sendo o considerado “princípio ativo”. Dessa forma, pode haver o “mesmo remédio”, mas com diferentes nomes.

Já no caso dos remédios fitoterápicos, não há apenas um princípio ativo responsável pelos efeitos da medicação, já que são elaborados a partir de plantas medicinais que possuem centenas de elementos diferentes em sua composição.

Seus benefícios são resultantes das combinações de diversas substâncias presentes na(s) planta(s), que combinadas podem diminuir efeitos colaterais além de provocar os resultados esperados. Ou seja, cada medicamento fitoterápico é único, e possui variações de acordo com o laboratório que o produz, já que não há um elemento isolado responsável, e sim um mecanismo complexo de ações fitoterápicas.

Mas, para garantir o controle de qualidade e segurança do medicamento fitoterápico, são estabelecidos marcadores que podem ser quantificados. Sendo assim, o medicamento que estiver abaixo do intervalo estabelecido pelo marcador possivelmente não terá o efeito esperado, e o que estiver acima da quantia pode ser tóxico.

Esse tipo de remédio é uma alternativa para quem não pode ou não se sente seguro em ingerir medicamentos comuns. Mas é importante salientar que assim como os remédios comuns, os fitoterápicos possuem restrições de uso e dosagens específicas, como você verá a seguir.

Indicações de medicamentos fitoterápicos

Assim como os medicamentos comuns, os medicamentos fitoterápicos também possuem contraindicações, precisam ser prescritos por um médico e ter registro válido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os medicamentos fitoterápicos aprovados pela Anvisa passam por rigorosos testes e exames, o que determina os marcadores, contraindicações, dosagem e os benefícios esperados com o uso regular do medicamento.

É importante também avisar seu médico sobre outras medicações e plantas medicinais que você estiver consumindo, para evitar que um interfira na ação do outro ou que traga efeitos colaterais indesejáveis.

Por essa razão, compre medicamentos fitoterápicos em farmácias e laboratórios de confiança. A farmácia e laboratório Droga Vegetal, está a mais de 35 anos atuando em sua loja física na cidade de São Paulo, e agora disponibilizamos nossos produtos também na loja online!

Publicado em:Fitoterapia,Práticas Integrativas e Complementares

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *