Menu fechado
Coronavírus (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Um novo agente descoberto recentemente na China em 2019 se disseminou e milhares de casos tem sido registrados ao redor do mundo. Geralmente é uma doença leve a moderada, mas alguns casos podem ficar graves, é necessário tomar medidas preventivas pois o vírus pode ser perigoso para idosos, pessoas com a imunidade comprometida e pessoas com doenças crônicas.

INCUBAÇÃO

Entre 1 e 14 dias, sendo em média 5 dias para inicio das manifestações da doença após a contaminação.

SINTOMAS PRINCIPAIS

  • Febre
  • Tosse
  • Dificuldade para respirar

Outros sintomas incluem dor de garganta, secura do nariz e garganta, cansaço, sintomas são similares aos da gripe.

Caso você apresente sintomas ligue para 136.

TRANSMISSÃO

De pessoa para pessoa através de contato com saliva, espirros, tosse, aperto de mão, objetos ou superfícies contaminadas. Não é transmitido pelo ar.

Idosos, pessoas com diabetes, problemas de coração ou com a imunidade comprometida são as mais vulneráveis e devem evitar ao máximo se expor, principalmente em lugares com muita gente. Além disso, devem manter rigorosamente os hábitos preventivos descritos abaixo para evitar ao máximo a contaminação pelo vírus.

PREVENÇÃO

Medidas práticas

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, ou usar desinfetante para as mãos à base de álcool quando a primeira opção não for possível;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Usar um lenço de papel para cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, e descartá-lo no lixo após o uso;
  • Não compartilhar copos, talheres e objetos de uso pessoal;
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Manter ambientes bem ventilados e higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

A máscara deve ser utilizada por quem apresenta sintomas da doença, pois previne que alguém infectado espalhe o vírus e venha a contaminar outras pessoas. O uso também é recomendado para pessoas que tenham contato com indivíduos com suspeita ou confirmação do novo coronavírus. Máscaras também devem ser usadas por profissionais de saúde que atuem em locais com pacientes com suspeitas ou sintomas. Após o uso, a orientação é descartar a máscara em local adequado e lavar as mãos.

INDICAÇÕES DE SUPLEMENTOS E PLANTAS MEDICINAIS PARA REFORÇAR A IMUNIDADE E PREVENIR INFECÇÕES

ATENÇÃO o conteúdo abaixo é um compilado de algumas indicações para reforço da imunidade e prevenção de infecções em geral. Cada um tem uma particularidade e campo de ação. Todas as indicações são baseadas em evidências científicas. Não há evidência de que esses suplementos sejam efetivos especificamente para o COVID-19.

INDICAÇÕES POSOLOGIA OBSERVAÇÕES
VITAMINA C De 135 a 1000 mg ao dia. A vitamina C pode reduzir a duração dos sintomas do resfriado se você começar a tomar regularmente antes de adoecer. Isso é mais expressivo para atletas e idosos.
ÓLEO DE ALHO De 500 a 1500 mg Reduz significativamente as chances de adoecimento por resfriados e gripe. Caso a pessoa adoeça o alho reduz a severidade da doença, sintomas e as chances de infecção do trato respiratório.
EQUINÁCEA De 300 a 900 mg ao dia. Reforça a imunidade. Quando já doente (gripe, resfriado) acelera significativamente a recuperação. Reduz as chances de infecções do trato respiratório e os sintomas.
ANIS-ESTRELADO Ferver de 2 a 3 estrelas em 200 ml de água por 3 minutos; deixar abafado por 15 minutos. Tomar 3 vezes ao dia sempre quente e evitando o frio após tomar. Um dos componentes do anis-estrelado foi utilizado para produção do Tamiflu (um dos únicos remédios eficazes para variação da gripe aviária; H5N1). Isso porque o anis-estrelado é um potente antiviral, tradicionalmente usado para suprimir resfriados e gripe. Acelera a recuperação e elimina gradualmente os sintomas.
SPIRULINA De 500 a 1500 mg ao dia. Um dos melhores suplementos para redução de carga viral (presença do vírus nos fluidos corporais como a saliva e o muco nasal). Os testes foram para hepatite, mas isso pode sugerir o mesmo efeito para outros vírus. Ao reduzir a carga viral a pessoa reduz as chances de transmissão da doença. A spirulina também reforça a imunidade, auxilia no combate infecções e reduz sintomas como coriza e irritação nasal.
MEL Uso diário Previne infecções e ajuda na eliminação de catarro.
GELEIA REAL De 150 a 300 mg (equivale a 1 a 2 pazinhas ou 1 a 2 cápsulas) ao dia. Reforça a imunidade e melhora a disposição. Fortalece o organismo, previne o adoecimento (gripe, resfriado) e acelera a recuperação de pessoas debilitadas.
EXTRATO DE PRÓPOLIS De 15 a 30 gotas ao dia com líquido ou mel. Reforça a imunidade, é antiviral, cria uma barreira protetora na boca e garganta que ajuda a prevenir infecções,quando tomado via oral (spray ou gargarejo).

REFERÊNCIAS